Regulação de combustível em motores a Gasolina

O OBD-II (a segunda geração de padrões de diagnóstico integrado) foi introduzido em 1996, especificando parâmetros para conectores de diagnóstico juntamente com um formato normalizado para códigos de avaria (DTC, diagnostic trouble codes). Por exemplo, se o módulo de controlo do motor (ECM, engine control module) detetar uma falha de ignição, a mesma deve ser registada na forma de um código “P” (grupo motopropulsor). Um P0301 significa que o ECM detetou uma falha de ignição que pensa ser do cilindro 1. O resultado, dentro do razoável, foi que um dispositivo de diagnóstico deve ser capaz de consultar qualquer computador integrado de veículo compatível.


O padrão OBD-II também introduziu a regulação do combustível a curto e longo prazo.

O objetivo da regulação de combustível a curto prazo é adicionar ou subtrair combustível com base na forma como o motor está a funcionar. A regulação de combustível a longo prazo adiciona ou subtrai combustível com base numa tendência que o ECM veja.

Se houver uma consistência de +10% a curto prazo, o ECM irá mover para longo prazo e o curto prazo será redefinido para 0%. Nem todos os veículos seguem esse fluxo. Por exemplo, alguns modelos da Toyota adicionam imediatamente a regulação de combustível a longo prazo.


O que significa regulação de combustível? Se vir uma regulação de combustível positiva (a curto ou longo prazo), o ECM decidiu que o motor estava sem combustível com base nas leituras do sensor de oxigénio dianteiro (pré-catalisador) ou do sensor de proporção ar/combustível.

Esta seria uma regulação de combustível pobre. Se, no entanto, a regulação de combustível for negativa, o ECM está a tirar combustível. É denominada a regulação de combustível rica.

Geralmente, o ECM procura manter a proporção estequiométrica ar/combustível – teoricamente 14,7 partes de ar e uma parte de combustível, embora os veículos, na realidade, tenham uma tendência mais para pobres. Este número reflete especificamente a mistura ao nível do mar e mudará com a altitude. Em alguns casos, o ECM irá disparar para uma mistura tão pobre como 22:1.



Como encontro as regulações de combustível? Um dos problemas mais comuns ao tentar utilizar regulações de combustível é que vários fabricantes da indústria automóvel dão nomes diferentes às suas regulações de combustível. Os técnicos podem presumir erradamente que a sua leitura não cobre as regulações de combustível ou que o ECM não as regista.

O guia abaixo cobre exemplos de algumas das terminologias não normalizadas usadas por diferentes fabricantes.




Regulação de combustível versus lambda Os veículos do parque europeu podem exibir um valor lambda. Lambda 1,00 indica uma proporção ar/combustível de 14,7:1. Leituras mais baixas significam uma quantidade menor de ar por unidade de combustível (ou seja, rica). Leituras mais elevadas significam mais ar por combustível ou, por outras palavras, pobre; confusamente, o oposto da regulação de combustível! Para ver as regulações de combustível tradicionais a curto e longo prazo num veículo utilizando valores não normalizados ou lambda, aceda ao OBD genérico sem especificar um fabricante.

61 visualizações0 comentário
Logotipo Car Academy
autodata_300px.png

Certificações:

0
CONTACTO

  910 121 151         

Horário de Atendimento Presencial e Telefónico:
2ª a 6ª das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00

EMAIL

Estrada Manuel Correia Lopes
Parque Empresarial Progresso - Armazém 10 

2785-718 São Domingos de Rana

 

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2020 Grupo J23M Car Academy - Formação e Consultoria, Lda | Todos os direitos reservados.